Assista nossos Programas

quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

Diadema assume mais cinco escolas estaduais

O prefeito de Diadema, Mário Reali, assina, nesta quinta-feira, dia 7, às 11h30, na Secretaria de Estado da Educação, em São Paulo, aditamento ao convênio que prevê a expansão do ensino fundamental no município. Com isso, a Prefeitura assumirá mais cinco escolas estaduais, que atenderão aproximadamente 4 mil crianças do 1º ao 5º ano do ciclo (antigas pré-escola e 1ª a 4ª séries). A assinatura acontecerá no gabinete do secretário estadual de Educação, Paulo Renato Souza, na Praça da República, 53, Centro.

A partir de fevereiro a Secretaria de Educação de Diadema passa a ser a responsável pelos prédios das unidades e pela gestão administrativa e pedagógica da EE Sagrado Coração de Jesus (Jardim Casa Grande); EE Deputado Freitas Nobre (Vila Nogueira), EE Dr. Mario Santalucia (Serraria); EE Profa. Zilda Gomes dos Reis de Almeida (Jd. Bela Vista), EE Inspetor Reinaldo José Santana (Jd. Inamar). Estão previstos encontros com pais de alunos para esclarecimento de dúvidas sobre a mudança.

A ampliação do atendimento ao ensino fundamental no município teve início em abril de 2009, quando a Câmara Municipal de Diadema aprovou projeto de lei que autorizava o convênio de transferência, assinado em maio com o Governo do Estado. Após período de transição, foram assumidas inicialmente, em 1º de junho, as escolas Profa. Fabíola Lima Goyano; Dr. Átila Ferreira Vaz; Dr. José Martins da Silva, na região do Eldorado e Inamar, além da escola Prof. Francisco Daniel Trivinho, na região central.

Com a mudança a Prefeitura está reorganizando o Ensino Fundamental na cidade, tornando a gestão da educação mais próxima do município e fazendo com que alunos e equipe escolar ganhem em qualidade. Em 2009, por exemplo, três das quatro escolas assumidas foram incluídas no Programa Diadema Mais Educação, realizado em parceria com o governo federal, que oferece educação integral para os alunos de 6 e 7 anos, ampliando o tempo de aprendizagem de 4 para 7 horas diárias. A partir de 2010, as crianças das escolas conveniadas também passam a receber uniforme e material escolar gratuitamente.

O convênio prevê, ainda, que nas escolas que funcionam à noite para Educação de Jovens e Adultos (EJA) e Ensino Médio, esse serviço poderá ser mantido através do compartilhamento do espaço com o governo estadual, cabendo à Secretaria de Estado definir a continuidade dos cursos ou não.

Com a transferência das escolas estaduais, o atendimento ao ensino fundamental em Diadema, que até o início de 2009 envolvia quatro mil alunos em quatro escolas, atingirá agora quase 12 mil alunos em 13 unidades escolares.
*
*
*
Publicidade:


GUARDE UMA RECORDAÇÃO DO SEU PET
IMA DE GELADEIRA E CALENDÁRIOS
KID BRINDE
www.kidbrinde.webnode.pt

terça-feira, 19 de janeiro de 2010

domingo, 3 de janeiro de 2010

Governo do Estado entrega 420 moradias em São Bernardo do Campo

Foto: O prefeiro de São Bernardo do Campo, Luiz Marinho, o governador José Serra e o secretário da Habitação e presidente da CDHU, Lair Krähenbühl

Governo do Estado entrega 420 moradias em São Bernardo do Campo

Investimento no empreendimento foi de R$ 20,6 milhões; CDHU tem 24 mil imóveis em construção na Região Metropolitana de São Paulo; 90% das famílias contempladas ganham até três salários mínimos e serão removidas de favela e áreas de risco

O governador José Serra e o secretário de Estado da Habitação e presidente da CDHU, Lair Krähenbühl, entregaram nesta sexta-feira, 4 de dezembro, mais 420 apartamentos para famílias que vivem na favela de Vila Ferreira e em áreas de risco de São Bernardo do Campo. A CDHU investiu R$ 20,6 milhões no empreendimento. "A urbanização que estamos fazendo na Vila Ferreira vai transformar essa comunidade em um verdadeiro bairro, com toda a infraestrutura e serviços públicos", disse Serra.
Os apartamentos possuem dois dormitórios, sala, cozinha e banheiro com piso e azulejo, distribuídos em 44,73 m² de área construída. "Além desses imóveis, vamos começar a reformar outros dois conjuntos, o Granja Ito é um deles. No total, 688 famílias serão beneficiadas", disse Lair Krähenbühl. O condomínio que foi entregue conta com três centros comunitários, três quadras poliesportivas, vagas para garagem e projeto paisagístico. "Gostaria de comemorar a mudança do padrão de construção da CDHU. Os imóveis, hoje, têm outro aspecto", disse o prefeito de São Bernando do Campo, Luiz Marinho.
Do total de imóveis, 300 foram destinados a famílias que vivem em condições precárias na própria área. Outras 100 unidades são destinadas a famílias envolvidas com obras do Trecho Sul do Rodoanel e 20 serão ocupadas por famílias que se encontram em área de risco no Km 40 da Via Anchieta, integrantes do Programa de Recuperação da Serra do Mar.
O secretário Lair Krähenbühl anunciou durante a cerimônia a abertura de novas frentes de obras na favela, assim que os barracos antes ocupados forem demolidos. "Vamos pedir para a construtora contratar gente da própria comunidade para as construções", disse o secretário.
Os beneficiados terão prazo de até 25 anos para quitar o financiamento. As prestações têm subsídio do governo estadual, sendo calculadas de acordo com a renda familiar. Aquelas que ganham até três salários mínimos vão desembolsar 15% dos rendimentos. Do total de famílias que receberão as chaves dos imóveis na sexta-feira, 90% se enquadram nessa faixa. O valor da menor prestação é de R$ 69,75.
A auxiliar de limpeza Edna Mendes Gomes irá pagar o menor valor. Aos 32 anos, ela irá morar em um imóvel pela primeira vez. "Nasci aqui na favela. Meus cinco filhos também nasceram aqui. Eles vão poder ter uma casa para guardar na lembrança", disse. Outra que sempre morou na Vila Ferreira é a dona de casa Ilma Adriana, de 38 anos. Ela irá morar no apartamento novo com o marido e dois filhos. "Meus pais, que também moravam na favela, já saíram para apartamentos da CDHU há algum tempo. Não via a hora de chagar a minha vez", disse dona Ilma.
A CDHU atende famílias com renda entre um e dez salários mínimos, priorizando as que recebem até três. Outros requisitos para participar do programa são: morar ou trabalhar no município há pelo menos três anos, não ser proprietário de imóvel e não ter financiamento habitacional.
A urbanização de favelas é uma das prioridades do Governo do Estado. O objetivo é atender famílias que vivem em áreas degradadas ou de risco ambiental com moradias e obras de infraestrutura urbana. Além da Vila Ferreira, a CDHU está urbanizando outras favelas como o Jardim Pantanal e a Favela Chácara Bela Vista (Capital), o Jardim Santo André (no ABC) e a Favela México 70 (São Vicente), entre outras intervenções.
Estiveram presentes à cerimônia, o secretário de Estado dos Transportes, Mauro Arce, e os deputados estaduais Alex Manente, Ana do Carmo, José Augusto, Orlando Morando e Vanessa Damo, além de autoridades municipais.
Vila Ferreira - O núcleo Vila Ferreira tem cerca de duas mil famílias e está situado no Bairro Alves Dias, em uma gleba adquirida pela CDHU no ano de 1987. No local, a Companhia desenvolve um programa de urbanização integrada e já entregou 1.076 imóveis, dos quais 238 na atual gestão.
A remoção de parte das famílias que ocupam pequenas edificações aglomeradas em ruelas para os novos apartamentos abrirá espaço para a construção de mais um empreendimento, com 280 apartamentos, para abertura de ruas e para a continuidade das obras de urbanização. O local será dotado de toda infraestrutura, incluindo equipamentos públicos e uma área de lazer com mais de sete mil m² com quadra poliesportiva e pista de skate.
*
*
*
Publicidade
Preços e estoque por tempo limitado:

Paulista supera 276 mil alunos e vence o 2º Desafio National Geographic

O paulista Lucas Silva Souza é o campeão do 2º Desafio National Geographic - Viagem do Conhecimento, competição estudantil de geografia disputada por 276 mil alunos das redes de ensino pública e privada de todo o Brasil. A Fase Nacional do desafio, realizada na capital paulista, reuniu os 20 alunos que atingiram as melhores notas nas duas fases anteriores, e incluiu visitas a museus e locais históricos, e a realização de duas provas. Na agenda de passeios, uma visita a Paranapiacaba, em Santo André/SP, foi a atividade em campo e tema da segunda e última prova da competição.

Na noite de sábado, 14 de novembro, diante dos demais 19 estudantes finalistas, seus professores e responsáveis, o estudante Lucas Silva Souza, 15 anos, representante do Colégio Termomecânica, de São Bernardo do Campo/SP, foi chamado ao palco juntamente com seu professor - e grande incentivador -- Antonio Ive Marinheiro, para receber a condecoração de primeiro colocado desta da segunda edição do desafio.

Realizada no auditório do edifício da Editora Abril, em São Paulo, a cerimônia de premiação consagrou também os segundo e terceiro colocados: Izaú Gomes Querino Rodrigues Neto, 15 anos, do Centro de Ensino Médio Integrado à Educação Profissional, de Brasília/DF, e Hugo Demattos Nogueira, 15 anos, do Colégio Arquidiocesano de Ouro Preto/MG.

Além dos seus responsáveis, os alunos estavam acompanhados por seus professores de geografia, fundamentais na participação no 2º Desafio National Geographic: Alba Maria Cúrcio Ferreira, deBrasília/DF, e Vandeir Robson da Silva Matias, de Ouro Preto/MG. Os três primeiros colocados ganharam pacotes de 7 dias no Resort Rio Quente, em Caldas Novas, Goiás, prêmios foram doados pelo Resort Rio Quente e pela TAM. Todos os 20 finalistas, estudantes do ensino médio e fundamental de várias partes do Brasil, receberam suas medalhas de melhores estudantes de geografia do país.

Breve perfil do campeão:

Nome: Lucas Silva Souza
Idade: 15 anos
Cidade/Estado: São Bernardo do Campo/SP
Graduação: 1ª série do Ensino Médio
Professor responsável: Antonio Ive Marinheiro
Futuro: "ter uma boa carreira profissional e ser bem sucedido"
A viagem dos sonhos: "curtir férias em Dubai"
Competições estudantis: Olimpíada de Matemática 2006
Lazer: ler, jogar videogame, praticar esportes

A segunda edição do Desafio National Geographic contou também com o patrocínio da Caixa Econômica Federal e apoio do Instituto Claro. A competição estudantil, idealizada pela Editora Abril e a revista National Geographic Brasil, busca despertar nos jovens estudantes o interesse pelo conhecimento geográfico e pela chamada "cultura de viagem" em todas as suas fases. No dia 20 de novembro, as provas e gabaritos da Fase Final serão divulgados no site oficial: www.viagemdoconhecimento.com.br.
*
*
*
Publicidade
Preços e estoque por tempo limitado: